domingo, 27 de março de 2016

E no terceiro mês do 2016º ano ele ressuscitou…

Eu não planejava voltar com o Litt justo no domingo de Páscoa. Na verdade, eu não sei nem se planejava voltar com o Litt. Não sei se já falei sobre isso aqui no blog, mas eu tenho transtorno borderline e de ansiedade, o que atrapalha muito a minha concentração e a continuidade dos meus projetos. Mais pra frente eu explico isso num post especial.

Fato é que a última vez que eu me lembro de ter escrito alguma coisa aqui foi no final de 2015 (no momento em que eu escrevo, o domínio do Litt ainda tá congelado, então eu não tenho acesso a ele). Naquela época eu estava terminando a última matéria da faculdade e começando a lidar com a ansiedade de saber se eu havia passado ou não. Olhando a página do Litt no Facebook, agora, foi isso mesmo. O último foi sobre introversão. E larguei tudo.

De lá pra cá, minha sobrinha veio morar com a gente, eu realmente passei em todas as matérias (ALELUIA FINALMENTE EU OUVI UM AMÉM?), fiz um freela ou outro, meu tio quebrou o pé e eu virei motorista particular dele (pois é, perdi o medo de dirigir e agora vou pra tudo quanto é canto dirigindo), assinei a colação de grau, participei de um processo seletivo e não passei na dinâmica de grupo (fazer o quê…) e fui convidada a participar do blog Marcando Território, da Michele e do João.

E o Litt aqui, parado, juntando pó.

Como eu não estava conseguindo tempo e inspiração pra escrever, deixei passar o período de renovação do domínio, que foi suspenso. Ou seja, criei uma condição circular: eu não escrevia porque o domínio estava congelado, e ele estava congelado porque eu não escrevia.

Isso não quer dizer que eu não tinha ideias pra ele. Sim, ideias eu tenho aos montes, elas pulam na minha frente e ficam dançando a Macarena até que eu pare e dance com elas. E são incansáveis: uma das ideias deve estar dançando aqui faz pelo menos um ano…

Mas o Litt estava parado, criando teias de aranha.

Daí chegou o aviso da renovação do domínio do Descolonizações, o blog do meu querido amigo Zuni, e eu resolvi pagar junto a renovação do Litt. Daí parece que eu abri a caixa de Pandora, porque eu queria postar algo aqui ao mesmo tempo que queria estrear minha coluna no Marcando Território, mas eu tenho mais familiaridade com a escrita aqui e pra desenferrujar eu precisava reativar o Litt mas ele ainda estava congelado……..

Resultado: fui no registro.br e pedi um descongelamento de emergência. E agora vocês estão lendo a história da morte e ressurreição do Litt em pleno domingo de Páscoa, o que não carrega em si nenhuma metáfora consciente (já que sou ateia), mas se quiserem interpretar desse modo, fiquem à vontade.


Feliz Páscoa pra vocês! =)

Marcadores: , , ,

4 Comentários:

Às 27 de março de 2016 16:36 , Blogger Alan Flamer disse...

Foda é que eu to acompanhando cada uma dessas mudanças junto com vc, então eu vejo um degrade que foi se transformando aos poucos. Só agora parei pra pensar que os outros que não estão próximos o suficiente podem ter visto uma Elise laranja em dezembro e outra verde hoje. o___o

 
Às 27 de março de 2016 16:50 , Blogger Elise disse...

Pois é, estranho isso o.O Eu teria que fazer umas postagens explicando o processo de sair do laranja e ir pro verde pra ninguém ficar confuso!

 
Às 28 de março de 2016 16:06 , Blogger Unknown disse...

Laranja? Verde? O.o?

 
Às 29 de março de 2016 15:27 , Blogger Alan Flamer disse...

Imagina que ela tava laranja, aí foi ficando amarela, e amarela, e amarela, aí depois de amarela foi esverdeando, e mais verde e mais verde, e agora ela tá verdona.

Pra quem tá vendo de fora só ve uma cor, depois a outra, sem transição.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial